27/02/2018

ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE MEDICINA ADERE À ALIANÇA SAÚDE COMPETITIVIDADE

Instituição apoiará a realização de eventos para conscientizar a classe médica sobre a promoção da saúde no ambiente de trabalho.

A Aliança Saúde Competitividade, iniciativa do SESI, entidade da FIESC, ganhou nesta sexta-feira (23) o apoio da Associação Catarinense de Medicina (ACM). O presidente da Associação, Ademar José de Oliveira Paes Junior, assinou termo de adesão à iniciativa durante a reunião de diretoria da FIESC, em Florianópolis. 

O presidente da FIESC, Glauco José Côrte, lembrou que um trabalhador com bom nível de escolaridade cuida melhor da sua saúde e da sua família. “Esse termo de cooperação amplia a nossa possibilidade de trabalhar em parceria pela saúde e segurança do trabalhador. A melhoria do nível de escolaridade do nosso trabalhador e da qualidade da educação das crianças e dos jovens vai se refletir em melhores cuidados com a saúde”, complementou.

Por meio da parceria, a ACM apoiará o desenvolvimento de programas integrados da Aliança Saúde e Competitividade em prol de um ambiente de trabalho como um espaço importante para a promoção da saúde no Estado. “Precisamos solucionar os problemas presentes, que são muitos e urgentes, mas também olhar para o futuro. Não existe boa medicina sem desenvolvimento econômico. Vamos nos unir à FIESC diante desse grande desafio. Queremos ter aqui a melhor medicina do Brasil. Não há fronteiras que nos impeçam de desenvolver a medicina no mesmo nível de competitividade que a indústria catarinense consegue fazer em relação aos demais Estados do País. Essa parceria vai trazer muitos benefícios para a sociedade catarinense”, destacou o presidente da ACM. 

“Este é um ato determinante. O papel do médico nesse processo de entendimento dos desafios da saúde e de apoio ao setor produtivo é muito importante. Queremos aproveitar a capilaridade de ambas as instituições para trabalhar em várias regiões do Estado, sensibilizando para o papel do médico de técnico, influenciador e empreendedor”, disse Fabrizio Pereira, superintendente do SESI. 

Estão previstos a realização de eventos regionais para ampliar o conhecimento técnico e empreendedor da classe médica e do seu papel em prol da competitividade da indústria e do trabalhador catarinense; a realização de um seminário estadual junto com o 3º Seminário Aliança Saúde Competitividade; o apoio institucional a iniciativas que fomentem pesquisa, desenvolvimento e inovação em tecnologias para saúde, com foco no avanço científico em prol da sociedade catarinense; além do compartilhamento de informações e dados de saúde entre a Associação Médica Catarinense e o Observatório da Indústria de Santa Catarina, com intuito de disseminar informações relevantes para a tomada de decisões estratégicas do setor de saúde no Estado.

Aliança Saúde Competitividade
A Aliança Saúde Competitividade, iniciativa da FIESC, visa ao engajamento e a participação de lideranças empresariais, acadêmicas, políticas e da sociedade na promoção da saúde e ambientes seguros para o trabalho, com ações de sensibilização e mobilização, além de reposicionar o tema como um dos fatores estratégicos para a competitividade da indústria. Instituições públicas como o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), o Ministério Público do Trabalho em SC, Superintendência do Trabalho e Emprego em SC e Tribunal Regional do Trabalho, e federações de trabalhadores (FETIAESC, FETICOM, FETIMMMESC, FITIEC e FETIGESC) apoiam a Aliança.

A iniciativa disponibiliza conhecimento sobre cenários e tendências de saúde e segurança, e seus impactos para a competitividade das organizações. A Aliança Saúde Competitividade oferece ainda, por meio dos serviços das entidades da FIESC, o desenvolvimento e gestão de ambientes e comportamentos seguros e saudáveis na promoção da saúde integral.

Galeria

Notícias Relacionadas